Logo RúmiEduca
RúmiEduca Favicon
Master Class

Saúde do Úbere

Temporada em pt

Os maiores especialistas do mundo em saúde do úbere em um único lugar.

Sobre o programa:

OnFarm Academy agora é RúmiEduca!

O OnFarm Academy surgiu em 2020 com a missão de acelerar e potencializar o aprendizado e capacitação de técnicos (veterinários, zootecnistas e engenheiros agrônomos) nas áreas de saúde do úbere e saúde da bezerra.

Em 2022, com a entrada da OnFarm no ecossistema Rúmina, a iniciativa se torna um projeto de educação continuada com treinamentos aprofundados nas diversas áreas da pecuária de leite e de corte que a Rúmina atua.

APRENDA COM OS MELHORES DO MUNDO SOBRE SAÚDE DO ÚBERE

Sobre o curso:

Sucesso na primeira edição em 2020 com mais de 350 alunos, o Master Class Saúde do Úbere retorna em um novo formato.

Com a oportunidade de rever a primeira temporada, agregamos a segunda edição, que conta também com professores de ampla experiência, reconhecimento internacional e o alto grau de profundidade sobre o assunto.

ESTUDE COM OS MAIORES ESPECIALISTAS DO ASSUNTO
Curadoria - Mascos Veiga

Curadoria:

Marcos Veiga

Professor Titular do Departamento de Nutrição e Produção Animal e coordenador do QualiLeite, FMVZ-USP

VANTAGENS

Estudo aprofundado:

19 módulos totalizando mais de 27 horas de curso

Instrutores de excelência:

17 profissionais de 9 países diferentes

100% online:

Aulas gravadas para assistir no seu melhor horário

Conteúdo traduzido:

Legendas disponíveis em português e espanhol

Prova avaliativa:

Ao final de cada módulo, você poderá testar seu conhecimento

Certificação:

Certificado de participação no curso emitido pela Hotmart

7 meses de acesso:

Conteúdo disponibilizado até 31 de dezembro de 2022

Programação:

Temporada 1
1.
Mastite bovina: Principais conceitos e epidemiologia

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Marcos Veiga

2.
Conhecendo os patógenos causadores da mastite

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Sarne De Vliegher

3.
Rotina de ordenha eficiente para leite de alta qualidade e melhoria da saúde do úbere

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Pamela Ruegg

4.
Equipamento de ordenha: O que o consultor focado na saúde do úbere precisa saber?

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Douglas J. Reinemann

5.
Como avaliar e controlar os problemas de mastite clínica?

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Simon Dufour

6.
Como tratar mastite clínica?

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Volker Kromker

7.
Controle de mastite durante o período seco

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Scott McDougall

8.
Uso responsável de antimicrobianos: Onde estamos e para onde vamos?

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Herman Bakerma

9.
Manejo de ambiente para controle de mastite

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Paolo Moroni

10.
Entendendo o "mindset" da mastite: Motivando produtores e colaboradores a melhorar a saúde do úbere

Publicação em

27/05/22

Instrutor

Jolanda Jansen

Invista no que mais existe de valioso:

VOCÊ.

INVESTIMENTO

Veja em qual categoria de inscrição você se enquadra.

Datas de inscrição

Pré-venda: de 06/04 a 12/04

1º lote: 13/04 a 16/05

2º lote: de 17/05 a 27/06

Se você se enquadra nas categorias PREMIUM, MASTER e SÊNIOR: Solicite seu desconto!

O 2º lote acabará em:

00
Dias
00
Horas
00
Minutos
00
Segundos

INSCRIÇÃO
JÚNIOR

R$1990
Para quem se aplica?

Alunos que não participaram da temporada 1 do curso em 2020 e não fazem parte dos grupos clientes Rúmina* (Ideagri, OnFarm e RumiCash), Experts ou estudantes**.

INSCRIÇÃO
PREMIUM

de
R$1990
por apenas
R$1490
Para quem se aplica?

Alunos que participaram da temporada 1 do curso em 2020 e não fazem parte dos grupos clientes Rúmina* (Ideagri, OnFarm e RumiCash), Experts ou estudantes**.

INSCRIÇÃO
MASTER

de
R$1990
por apenas
R$1290
Para quem se aplica?

Clientes Rúmina* (OnFarm, Ideagri e RumiCash), estudantes** e Experts que não participaram da temporada 1 do curso em 2020.

INSCRIÇÃO
SÊNIOR

de
R$1990
por apenas
R$990
Para quem se aplica?

Clientes Rúmina* (OnFarm, Ideagri e RumiCash), estudantes** e Experts que participaram da temporada 1 do curso em 2020.

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO:

  • Boleto à vista 
  • Parcelamento no cartão de crédito em até 4x sem juros

* Desconto de Cliente Rúmina: limitado a 1 cupom por contrato. No caso da OnFarm é necessário ser assinante em um plano de cultura na fazenda.

** Desconto para estudante: Válido apenas para estudantes matriculados em cursos superiores relacionados ao Agronegócio (Veterinária, Zootecnia, Agronomia e outros) mediante a apresentação de comprovante de matrícula atualizado.

Data de início das aulas:
27/05 (1ª temporada)
27/06 (2ª temporada)

Dúvidas Frequentes:

O curso é disponibilizado através da Hotmart.

Não, todos os alunos terão acesso às temporadas 1 e 2. O aluno que já fez o curso em 2020 ganha desconto por ser ex-aluno e terá a oportunidade de rever os conteúdos da temporada 1 e ainda acessar a temporada 2.

Caso o professor conceda os slides, eles serão sim disponibilizados aos alunos, mas no idioma original apresentado na aula, não havendo tradução deste material. Pode haver módulos em que os slides não foram cedidos ao download, ficando a critério do professor por se tratar de um material autoral.

O curso ficará disponível até 31/12/2022.

Não há. Fica a critério do aluno fazer as avaliações entre módulos e comparar sua resposta com a correta, disponibilizada na mesma página da avaliação.

Não, o aluno é o responsável por emitir o próprio certificado via plataforma Hotmart. Esse processo só é possível fazer até quando o curso estiver disponível (31/12/2022). O certificado segue os padrões da Hotmart não contendo a carga horária executada pelo aluno.

Sim, todo o contato do aluno com a Rúmina e OnFarm deverá ser feito via e-mail rumi.educa@rumina.com.br

Quer receber mais informações sobre o curso?

Contato: 

rumi.educa@rumina.com.br
Informações (11) 93744-2616

A OnFarm traz uma solução simples, inovadora e única, que permite a identificação da causa da mastite em 24 horas, na própria fazenda, através da cultura microbiológica. Conhecer o agente de forma rápida é indispensável para o sucesso de qualquer programa de controle da mastite. A tecnologia acredita no empoderamento dos produtores, para tomarem decisões cada vez mais assertivas. O produtor em primeiro lugar, sempre.

O maior ecossistema de soluções digitais para pecuária no Brasil. Somos apaixonados pela pecuária e acreditamos em um futuro promissor e sustentável para a pecuária brasileira e já estamos transformando mais de 7 mil fazendas através da digitalização Na Rúmina, o produtor está sempre em primeiro lugar. Determinados em fazer a diferença, queremos democratizar e simplificar a adoção de tecnologias pelos produtores – seja biotecnologia, sensores, softwares, soluções financeiras e inteligência artificial – oferecendo a melhor experiência para os produtores e empoderando técnicos veterinários, consultores e toda a cadeia de valor da pecuária.

Conheça as empresas que já estão liderando a transformação digital da pecuária no Brasil.
Logo RúmiEduca
cores-rodapé
Logo Rúmina

Douglas J. Reinemann foi nomeado Reitor Associado de Extensão e Extensão na Faculdade de Ciências Agrícolas e da Vida (CALS) da Universidade de Wisconsin-Madison em 2018.

Como Decano Associado, ele coordena as atividades do corpo docente e funcionários da Extensão CALS com a Divisão.

Ele também é professor e especialista em extensão do Departamento de Engenharia de Sistemas Biológicos, onde está no corpo docente desde 1990 e atuou como presidente do departamento de 2013 a 2017.

Seus programas de extensão se concentram em questões de Ordenha Automática, Qualidade do Leite e Energia Agrícola.

Erminio Trevisi é Professor Titular de Ciência Animal no Departamento de Ciência Animal, Nutrição e Alimentação (DIANA) da Università Cattolica del Sacro Cuore (UCSC) de Piacenza, Itália. Graduou-se (1984) com distinção (prêmio A. Gemelli) em Ciências Agrárias e recebeu Ph.D. em Biotecnologia Molecular (1992), ambos na UCSC. Responsável pelos cursos acadêmicos: “Fisiologia Animal e Fisiopatologia da Nutrição”, “Produção Animal: Ruminantes”; “Sustentabilidade e bem-estar da pecuária”. Já formou 55 graduados e 15 alunos de Ph.D..

 

O programa de pesquisa de Trevisi centra a fisiopatologia dos ruminantes periparturientes (vacas leiteiras em particular) e estratégias para atenuar a desregulação nutricional e imunológica nesta fase; a avaliação do bem-estar das vacas leiteiras; a relação entre nutrição, fisiologia e propriedades do leite; a interação entre nutrição, estômago e funções intestinais; estratégias para reduzir os tratamentos com antibióticos na secagem. É autor ou co-autor de 2 livros, 21 capítulos de livros, 179 artigos científicos em periódicos revisados ​​por pares (35 de h-index, 3991 citações) e mais de 300 resumos, e artigos de imprensa popular. É editor-chefe de seção da revista Dairy. 

 

Trevisi é Presidente do Conselho de Administração do Centro de Pesquisa Pecuária e Meio Ambiente (CERZOO Ltd) e do Comitê de Bem-Estar Animal da UCSC. Ele é membro de diversas associações científicas e atua no Comitê do Conselho da Sociedade Italiana de Ciências Veterinárias e da Associação de Pesquisadores de Nutrição e Alimentos.



O Dr. Herman Barkema formou-se em medicina veterinária pela Universidade de Utrecht, Holanda em 1988. Foi gerente de uma grande fazenda de gado leiteiro na Costa Rica por cerca de 2 anos, depois foi professor de pecuária na Universidade de Utrecht e trabalhou como epidemiologista para o Serviço de Saúde Animal da Holanda enquanto completava seu Ph.D.

Em 2001, foi para a Prince Edward University (Canadá) e depois para a University of Calgary (Canadá), onde fundou o College of Veterinary Medicine da University

(UCVM). Atualmente é Professor de Epidemiologia de Doenças Infecciosas na UCVM e Presidente de Pesquisa Industrial em Doenças Infecciosas em Gado de Leite no NSERC.

Ele também é professor adjunto da Universidade de Ghent (Bélgica) e trabalha na China na Universidade de Pequim.

Sua pesquisa se concentra na prevenção e controle de doenças em rebanhos leiteiros, incluindo resistência antimicrobiana. Publicou mais de 325 artigos científicos e hoje lidera pesquisas sobre resistência antimicrobiana em diversas instituições.

Lawrence (Larry) Fox é originário do estado de Nova York, onde era gerente de rebanhos leiteiros após sua graduação na Universidade de Cornell. Sua carreira em Dairy Science continuou na Virginia Tech, (MS) e na University of Wisconsin (PhD). Seu primeiro cargo no corpo docente foi na Universidade do Havaí.

Larry foi membro do corpo docente da Washington State University por 34 anos e atualmente é Professor Emérito nos Departamentos de Medicina Clínica Veterinária e Ciências Animais. Foi muito ativo no ensino da produção de laticínios, aconselhando o Dairy Club, coordenando a equipe do Dairy Challenge e pesquisando estratégias de redução da mastite. Por muitos anos, Larry trabalhou com estudantes e jovens em vários projetos educacionais no Havaí, WSU e em Clovis, Novo México.

Seu programa de pesquisa foi projetado para examinar novos métodos de controle de patógenos contagiosos e oportunistas da mastite. Esses esforços foram direcionados principalmente ao controle de Staphylococcus sp. e Mycoplasma sp. mastite. Mais recentemente, o programa utiliza biotecnologias para coletar a “impressão digital”, e especiar a Staphylococcus sp. e Mycoplasma sp, para rastrear o patógeno desde seu reservatório até o hospedeiro, a vaca. Por último, o Dr. Fox dirigiu estudos para examinar o papel do sistema imunológico em doenças associadas ao micoplasma bovino.

Marcos Veiga dos Santos, médico veterinário pela FMVZ-USP, concluiu o doutorado em Ciência dos Alimentos pela Universidade de São Paulo em 2001. Em 2006, obteve o título de Professor Livre Docente outorgado pela FMVZ-USP, e atualmente, é Professor Titular do Departamento de Nutrição e Produção Animal (VNP) da FMVZ-USP. 

Publicou 116 artigos em periódicos científicos e 3 livros publicados. Orientou 26 dissertações de mestrado, 7 orientações de doutorado e supervisionou 4 projetos de pós-doutorado na área de Medicina Veterinária. Coordenou 22 projetos de pesquisa, é bolsista Produtividade em Pesquisa ? CNPq Modalidade 1-D. Foi Chefe do Departamento de Nutrição de Produção Animal da FMVZ-USP (abril/2016 a abril/2020), coordenador do Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal entre 2008-2012 e coordena o Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite QUALILEITE-FMVZ-USP. 

É membro da Comissão Editorial do Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science como Editor da Área de Nutrição e Produção Animal, colunista do Portal Milkpoint e foi Presidente do Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite (CBQL) de 2009 a 2011.

Mariana Lucas, formou em Medicina Veterinária em 2002, na Escola de Veterinária da Universidad del Salvador.

Desde 2003 trabalha como Professora na Escola de Veterinária da Universidad del Salvador. 

Como bolsista do CONICET (2004-2009), concluiu o doutorado em temas relacionados à antibioticoterapia da mastite bovina e defendeu sua tese obtendo o título de Doutora em Ciências Veterinárias pela Universidade Nacional de La Plata em 2009.

Desde 2012, é Coordenadora do Instituto de Pesquisa Veterinária USAL, onde é responsável pela gestão de recursos econômicos e humanos vinculados à apresentação e posterior execução de projetos. Em sua função de Coordenação, participa do Comitê de Assessoramento Acadêmico, responsável pela avaliação interna de projetos e relatórios de pesquisa.

Em 2013 foi nomeada Professora Associada na Cátedra de Farmacologia e Toxicologia Veterinária da USAL Veterinary School. Atualmente dirige e participa de projetos de pesquisa sobre temas relacionados à produção de leite. Suas linhas de trabalho são Qualidade do Leite e Mastite Bovina, impacto do uso de antimicrobianos na produção de alimentos, estudo de resistência antimicrobiana em patógenos de mastite e bactérias marcadoras. 

É professora pós-graduada no Diploma de Medicina Produtiva de Gado de Leite (UNLPam), Colaboradora da equipe de pesquisa liderada pela Dra. Nora Mestorino (UNLP), Co-diretora da Tese de Doutorado do MV. Florence Aliveti (UNLP). Além disso, é revisora ​​de publicações científicas e projetos de pesquisa para diferentes instituições públicas e privadas.

Paolo Moroni é Diretor do Quality Milk Production Services (QMPS) Ithaca, Centro de Diagnóstico de Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade de Cornell. Também é Professor Associado da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Studi di Milano, Itália.

Seu foco principal é fortalecer sua capacidade de continuar trabalhando e desenvolver programas preventivos eficazes no controle da mastite e no manejo da pecuária leiteira. Acredita que uma forte conexão entre o campo e as práticas de laboratório (bacteriologia e testes moleculares) é a melhor oportunidade para o desenvolvimento de programas preventivos e tratamentos eficazes ou esquemas de vacinação para o produtor. Por isso, incentiva fortemente a manter essa cooperação ativa e trabalhando para não perder a noção do status real da situação da pecuária leiteira e também aumentar o relacionamento com os produtores.

Sarne De Vliegher formou-se como veterinário pela Universidade de Ghent, Bélgica, em 1998, onde trabalhou na Faculdade de Medicina Veterinária, no Departamento de Reprodução, Obstetrícia e Saúde do Rebanho.

Ele defendeu sua tese de doutorado sobre mastite em novilhas em 2004, depois de trabalhar por alguns meses no Atlantic Veterinary College da Universidade de Prince Edward Island, Canadá. No mesmo ano, concluiu o mestrado em Epidemiologia Veterinária e Economia da Saúde Animal na Universidade de Utrecht, na Holanda, e obteve o diploma de especialista em justiça da Universidade de Ghent.

Em 2006, tornou-se diplomata do Colégio Europeu de Saúde Pública Veterinária. Nesse meio tempo, ele trabalhou na clínica veterinária de gado da Universidade por sete anos. Sarne De Vliegher ensina direito veterinário, ética profissional e gestão prática na Universidade de Ghent.

É gerente da clínica veterinária pecuária da universidade há 10 anos e atualmente conta com 5 alunos de doutorado em sua equipe trabalhando na área de mastite e qualidade do leite, com foco no papel do Staphylococcus nonaureus para a saúde e o consumo dos úberes. de antimicrobianos em fazendas leiteiras. Ele lidera a M-teamUGent, trabalha com veterinários, agricultores e indústria em questões de mastite e qualidade do leite e é cofundador e co-proprietário da MEXTM, uma empresa spin-off focada em ferramentas e conceitos para facilitar o gerenciamento de mastite em todo o mundo.

Ele é um membro ativo do European Mastitis Panel (MSD Animal Health) e do Global Expert Forum on Milk Quality (Boehringer Ingelheim) há anos. Sarne é autor de 168 publicações em revistas internacionais. Com sua equipe, organizou a “heifer mastitis conference” em 2007, um workshop internacional sobre estafilococos coagulase negativos em 2010 e 2017 e a reunião regional do National Mastitis Council em 2014, todos em Ghent, Bélgica.

Atualmente é presidente do National Mastitis Council, após vários anos como membro do conselho, e é co-editor-chefe e co-diretor de produtos da revista M² (www.m2-magazine.org), uma revista internacional sobre mastite, qualidade da mastite e qualidade do leite para o profissional de laticínios.

Scott McDougall é veterinário formado pela Universidade de Sydney com pós-graduação em medicina de produção e Ph.D. pela Massey University, Nova Zelândia, em fertilidade bovina.

Ele é especialista em criação de gado e é professor adjunto da Massey Veterinary School. Scott lidera o grupo de pesquisa da Cognosco, Apêndice, que realiza pesquisas aplicadas e trabalhos de extensão. Suas áreas técnicas de especialização incluem mastite e fertilidade.

Ele é membro do Comitê Nacional de Consultores de Mastite da Nova Zelândia, administra e ensina o Curso Avançado de Manejo de Mastite para Veterinários na Nova Zelândia, participa do NMC e deu muitas apresentações e workshops para veterinários e produtores em todo o mundo.

Dr. Dufour trabalhou por 10 anos como profissional de laticínios antes de concluir seu doutorado em epidemiologia veterinária e pós-doutorado em epi-informática.

É professor da Universidade de Montreal desde 2012 e também é diretor de dois grupos de pesquisa: Mastite Network (www.mastitisnetwork.org) e Op + lait (www.oplait.org).

Ele é apaixonado pela epidemiologia da mastite e lidera um programa de pesquisa sobre diagnóstico de doenças e abordagens de monitoramento em vacas leiteiras e o desenvolvimento de ferramentas de visualização de dados.

O Dr. Trevor DeVries é Professor e Presidente de Pesquisa do Canadá em Comportamento e Bem-Estar do Gado Leiteiro no Departamento de Biociências Animais da Universidade de Guelph. 

Trevor recebeu seu B.Sc. em Agricultura pela Universidade da Colúmbia Britânica (UBC) em 2001. Logo após, iniciou seus estudos de pós-graduação na UBC, onde recebeu seu Ph.D. em 2006, com foco no comportamento do gado leiteiro. 

Depois disso, passou um ano como bolsista de pós-doutorado pela Agriculture and Agri-Food Canada estudando nutrição de ruminantes. Em 2007 foi nomeado professor da Universidade de Guelph no Departamento de Biociências Animais. Nessa posição, Trevor lidera um programa de pesquisa e publicou mais de 180 artigos revisados ​​​​por pares focados em nutrição, manejo, comportamento e bem-estar do gado leiteiro. Ele também está empenhado em estender esse trabalho para o campo, como evidenciado por mais de 275 convites para apresentações. Trevor também contribui para o ensino na universidade, ministrando cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de manejo de gado leiteiro, comportamento e bem-estar, bem como na orientação de alunos de graduação e pós-graduação. Trevor trabalha também diligentemente no serviço público, servindo em vários comitês universitários, bem como em vários comitês profissionais locais, nacionais e internacionais.